Cabra hómi.

cabra_camilosolano

Ahhhh como eu amo a cultura nordestina… Me apaixonei mais ainda por causa da Larissa que com certeza nasceu no canto errado do Brasil aqui no centro oeste paulista, enquanto que toda sua veia musical vem daqueles lados de Jackson do Pandeiro, Alceu Valença, Lenine, Gonzaga e tudo mais…

É de uma riqueza imensa e honesta as expressõese artísticas que mostram essa pureza genuinamente brasileira. E nos quadrinhos?
Vixi, no FIQ descobri que tem muitaaaa coisa legal também… Tanto de pessoas do Norte e Nordeste como obras que retratam alguns pontos de lá…

No FIQ comprei “O Cabra” do Flávio Luiz. Já conhecia o Flávio mas não estava muito por dentro dos seus trabalhos e agora digo que o Cabra foi uma das coisas mais legais que comprei.

Não tanto pela história, é uma história legal, mas o que me agradou muito e me fez rir muitas vezes foi a impregnação do regionalismo que o Flávio conseguia colocar na trama.

Inevitavelmente fui comparar com o Bando de Dois do Danilo Beyruth que eu já havia comprado há bastante tempo e percebi que esses detalhes regionais faltou na obra do Beyruth, pelo menos é a minha impressão, talvez eu deva pegar mais uma vez e dar uma olhada pra ver se encontro esses lances que tornam a história mais nordestina.

Por exemplo, a primeira frase da HQ do Flávio é um comandante gritando:
“Receba, Calango fi duma quenga!”
Porra, já adorei aí.

Mas tem outras coisas que tornam a leitura muito gostosa como o Cabra querer se vingar dum tal Coroné Antonius Bentus… E também sua amada Mary Beautiful, fazendo aquela brincadeira com a Maria Bonita.

O que eu mais gostei foram as citações a Luiz Gonzaga onde o Cabra se recordando do seu amor cita o trecho da canção Sabiá.
“…Tu que andas pelo mundo
Tu que tanto já voou
Tu que fala aos passarinhos
Alivia minha dor…”

Pois bem, quando fui fazer uma versão minha, assim que terminei na hora me veio uma canção do rei do baião que resolvi meter na ilustração também.
Qui nem jiló.
É isso.

Anúncios

FIQ!

Eu não sei pintar com aquarela! Antes de mais nada quero dizer isso…
Mas o FIQ me trouxe novamente aquela vontade imensa de tentar mais uma vez… Pois é, tentei, vi que não rolou e que preciso de aulas…
Farei.

Então, aconteceu o FIQ…E não tenho palavras suficientes para descrever o quanto foi FODA!
Muita gente legal, muita energia boa, muito a aprender…

Vendi TUDO que levei de quadrinhos…
A “Onde eu tavo?” esgotou de vez…não sobrou nem pra mim…
“Inspiração” devo ter ainda uns 60 exemplares… logo, logo vira coisa rara…

Bom… cheguei na minha casa na segunda feira as nove da noite, depois de várias horas de viagem de avião e ônibus… Cansativo. Eu e Larissa só no pó da rabiola.
Na hora que cheguei, tomei um copo d´água, tomei fôlego, sentei escrever as poucas palavras de como foi o FIQ pra mim, foi lutando contra o sono que acabei escrevendo essas quatro páginas de HQ.
Problema que levaria muito tempo pra fazer essas páginas e um lance que não rola muito bem nos quadrinhos é a pressa… Mesmo sabendo disso, toquei o foda-se e meti bala nas páginas pra acabar o mais rápido possível sem perder a essência do que foi o FIQ… Ficaram umas páginas horríveis com cores mais horríveis ainda feitas em aquarela nas quais eu mais uma vez digo que NÃO sei usar.

Daí pensei em não mostrar aqui… Pois essas páginas foram fruto duma energia positiva carregada no meu corpo que tava precisando explodir, mesmo que ficassem feias, mesmo sabendo que consigo fazer melhor…
Toquei o foda-se novamente e aqui estão!!

Dá pra ler aqui também se quiser:
http://issuu.com/camilosol/docs/fiq_camilosolano

1

2

3

4

FIQ mais bonita!

BANNERFIQRGB150ppi_LOGO

Chegou o Fiq! O maior festival de quadrinhos da América Latina! E puxa vida, eu VOU!
Vamos?

Vai ser lá em BH e tô animadíssimo e esperando ansiosamente pelo grande dia!
Estarei em uma mesa lançando “Inspiração” e a mais nova “Onde eu tavo?”, ao lado do amigo Luciano Salles que também fará seus lançamentos.
Além disso terá o lançamento oficial do evento da Inspiração e isso eu achei DEMAIS… Muito bom, vamos lá, vai ser ducaralho!

Lugar cheio de gente talentosa e alguns nem tantos, muitos fãs de quadrinhos, muitos artistas brasileiros consagradíssimos…Pô o fantástico Lélis vai estar…só isso já vale tudo!
Então se estiver por lá do dia 13 ao dia 18 desse mês, passe pela mesa mais bonita do FIQ!!

Ah!! E compra minha revista que preciso trazer um presente de Minas pra minha mãe…