Que já vem.

milo e la_2015_low

Acabou o ano. Estou acabado de canseira ainda desse ano que não cabe em palavras. Não cabe em mim. Acabe de uma vez. Foi foda.
Ando sumido daqui.
Agradeço a todos que fizeram parte do meu ano e colaboraram para que nos acabássemos de tantos bons momentos.
Foi o ano de Desengano.
Foi o ano que me guardei até o Carnaval chegar. E chegou com tudo. Com prefácio fodão. Com uma baita revisão. Com ótimas resenhas.
E agora quem me vê sempre parado, distante, garante que eu não sei sambar…
Não sei mesmo.

E a tendinite veio assim como a quarta feira, quando sempre desce o pano e deixa aquele vazio tão desumano. Cheio de desengano.
Vai passar.

Feliz Natal e um “próximo” Ano Novo (Não canso de repetir essa frase de algum caipira sãomanuelense).
Esse “próximo” ao invés de “próspero” de tão simplório chega a ser muito mais singelo e sincero. Ele aproxima. Te traz para mais perto. E o ano próximo que já vem, que já vem, que já vem, seja um ano que nos aproxime de quem nos faz bem.

Anúncios