Produzindo uma página em quadrinhos

Graças a parceria com a Papelaria Universitária, consegui começar uma série de vídeos falando um pouco do processo de produção de uma página em quadrinhos. No caso, uma página do meu próximo livro, O Fio do Vento que sairá pela Editora Veneta.

Então pretendo produzir mais vídeos nessa pegada. Que acha?

Na descrição do vídeo eu coloquei o link dos materiais que usei e se você digitar “camilosolano” no campo de cupom do site, você tem 15% de desconto nos produtos da loja! Então aproveita e corre lá!

http://www.papelariauniversitaria.com.br/

E aqui uma foto(meio mal tirada) de como ficou a página.

Re-exista e Re-impressão

A Comic Con Experience 2018 já tá chegando.
E para o evento preparei um zine novo chamado “Re-exista”.
Bem curtinho, bem de boa.
E a reimpressão de Solzinho! Que já esgotou quase no mesmo ano que foi impresso. Acho que foi em 2016. Não me lembro direito.
Eis a capa do novo zine e a nova capa de Solzinho.

Clareia / Shine on you

Clareia.
Anna Tréa é uma dessas pessoas iluminadas.
Seu primeiro disco nasceu todo solitário. Ela gravou sozinha todas as músicas. Todos os instrumentos. Ela é foda.
A primeira vez que a ouvi, foi por acaso. Se não me engano, foi um desses posts patrocinados do Instagram que mostrava o perfil do MiniDocs.
Foi esse vídeo:

Eu fiquei maluco. Olha ESSE VIOLÃO! É uma quebradeira maravilhosa que ela faz com o instrumento. Na mesma hora fui atrás.
E descobri o disco Clareia.
Baita disco bonito. Sincero.

Daí, um belo dia eu fui assistir, como plateia, o Conversa com Bial.
Meu amigo, Guilherme Lorandi me convidou e eu fui com ele.
Os gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá seriam os entrevistados ao lado do Ivan Reis e da Bilquis Evely (QUE FOI OUTRA INCRÍVEL DESCOBERTA!! Essa moça desenha muito!!)

Enquanto a gente esperava tudo começar, a banda passava o som. E eles tavam passando Daytripper. E a hora que eu olhei a guitarrista, eu tive a impressão de que a conhecia.
Pois é, eu nem sabia disso, mas a Anna é guitarrista da banda do Bial. Esse é um dos únicos problemas de não ter mais televisão. A gente fica completamente alheio a esse universo da “télinha”.

Na mesma noite eu mandei uma mensagem pra ela dizendo da minha ignorância de não saber que ela trampava na “Grobo”.
Enfim, depois de uns papos, ela escreveu uma frase sobre “Semilunar” que foi para a quarta capa. A frase que ela escreveu tem uma brincadeira sutil com o jogo de palavras e com a trama do gibi que eu, mais uma vez pensei: “A Anna é foda!”

E daí ela me convidou para criar algo a respeito do seu disco.
Ela irá fazer uma exposição esse ano (2018) com artistas fazendo obras relacionadas ao álbum “Clareia”.
E eu fiz essa história.
Muda.
Mas cheia de som.

Clareia.

Se quiser ouvir o disco “Clareia”, se liga:

Semilunar


Semilunar, meu novo livro está pronto!
Nesse mês de novembro será o lançamento e logo postarei datas, horários e locais.

É um projeto que eu tenho muito orgulho e com certeza é o meu trabalho mais completo até agora.
Além do livro em si, também haverão animações que “continuam” o que aconteceu no gibi.
Essas animações serão extensões do livro.

O livro será publicado pela Balão Editorial.

Estarei na CCXP com essa belezura e quero ver todo mundo lá!

Por enquanto, se liga na primeira animação:

Essa canção faz parte da HQ e foram canções compostas por mim exclusivamente para o livro.

“Semilunar” conta momentos da vida de Maria, uma menina que nasceu gaga e sua mãe a ensina, desde criança, a criar poesias que respondem à questões comuns, como agradecer a alguém por ser gentil. Como pedir desculpas. Como enfrentar uma ofensa.
A vida de Maria é feita de retalhos de canções populares e de suas próprias canções.

Agridoce é a primeira de quatro dessas canções que a personagem canta e que estão no meu gibi “Semilunar”.

“Semilunar” foi um dos projetos selecionados do Proac 2016.

CRÉDITOS:
Voz: Larissa Sartori
Violão: Camilo Solano
Gravação: Aldo Solano

Direção da animação feita por Caio Bucaretchi:
http://caiobucaretchi.com/

Animação de personagem por Clément Masson:
https://vimeo.com/user37485991

Site da Balão Editorial:
http://www.balaoeditorial.com.br/

Para COMPRAR O LIVRO:
[LINK EM BREVE]

Pipoca.

pn mosca_150ppi

O Pipoca e Nanquim é um dos melhores canais do Youtube sobre Quadrinhos.
É um canal sobre Quadrinhos e Cinema e toda semana fico esperando quando vai ter coisa nova.

Acompanho os caras desde o começo, foi na época em que ainda tava estudando Design em Bauru e um amigo meu, o Marco Alvares, me indicou e disse que era a minha cara.
O Pipoca e Nanquim foi fundamental para minha carreira como autor independente, desde Inspiração que mandei pro Daniel Lopes e ele falou super bem no canal, as coisas mudaram sabe. Muita gente me conhece por causa do canal deles e agora ainda mais com o Bruno Zago gritando meu nome toda vez que me vê em algum evento. Fico feliz por fazer parte de alguma maneira do Pipoca e Nanquim.
Hoje sou amigo de todos.
Moram no meu coração.

Fiz essa ilustração para esquentar a mão mesmo, tava meio travado no desenho e precisa fazer algo para desencanar e tava assistindo um vídeo engraçadíssimo que eles haviam acabado de postar.
Juntei tudo.

Simbora pra CCXP e pro FIQ?

ccxpfiqpromo

Um pessoal veio me perguntar se eu iria em algum evento esse ano lançar minha nova HQ.
Dois dos maiores eventos de Quadrinhos do País acontecerão no final desse ano de 2015.
E eu vou nos DOIS!! Claro que vou!!

Levando o novo trabalho Desengano para você!
Além de alguns prints com as ilustrações mais lindonas que eu puder fazer!!

Então se liga no FIQ de 11 a 15 de novembro em Belo Horizonte e na Comic Con Experience de 3 a 6 de dezembro em São Paulo!!
Simbora, hein??

Nos vemos lá!!

Captar nasceu.

pg08 GRANDE_150_gscale

Ficou pronta a HQ que fiz em parceria com Thobias Daneluz e que vamos lançar na Comic Con Experience!!
É um filho que nasce? Não sei, nunca tive um filho… Mas é uma sensação boa demais sabe..
Como se… Como se o quê?
É como se algo muito legal acontecesse e você não sabe direito como vai ser, o que vão achar, se realmente ficou bom ou se só você acha isso…É como cortar o cabelo num estilo diferente do que você sempre usa!
Não… Cortar o cabelo não é pura emoção.. Espera um pouco! É isso aí! É sim, como cortar o cabelo, pois a emoção chega após você se encontrar com as pessoas e elas notarem você de uma maneira diferente, se surpreenderem com você.
Então a sensação só termina quando chega em alguém.
Enquanto isso não acontece fico aqui numa ansiedade tremenda.

Participei de uma mesa redonda sobre Quadrinhos no R Misto em Bauru, evento que é feito pelos alunos da UNESP.
Estava ao lado do grande amigo Luciano Salles, que está lançando sua L’Amour pela editora Mino, também tava o Rafa Oliveira e o Daniel Batista.
Para ser sincero, acho que falei muito mal, engasgando e muito sem jeito. Vi que não tenho jeito nenhum para falar em público e fiquei bem nervoso na hora…

Precisava melhorar isso… Ou parar de falar em público.

“Captar” chegou da gráfica no mesmo dia do evento. Não resisti e levei alguns exemplares pro R Misto para já vender para o pessoal que se interessasse.
Na mesa redonda apareceram bons amigos para ouvir e conversar.
Um deles é o grande André Turtelli. Veterano meu do curo de Design.
Ele e o Renato Quirino estão com um projeto FODA no Catarse que já está com 200% de apoio. Sucesso total!!
E agora eu aprendi a falar direito o nome: Aokigahara!

Conversamos por lá, ele comprou “Captar”.

Sábado corro pra Sampa ver o lançamento de L’Amour na Gibiteria.
Domingo à tarde me encontro sozinho em São Paulo. Saio de casa para caminhar.
No meio do caminho recebo uma mensagem do André:

“E aí Camilo, beleza? Foi bem bacana a mesa redonda lá, hein! Parabéns!

Acabei de ler sua HQ. Li de pé, na cozinha enquanto esperava o café coar. Comecei despretensioso, li a primeira historias, do Thobias, sem texto, rapidinho (gostei bastante, por sinal) e decidi conferir só a primeira página da sua para depois sentar com o café e ler com calma. Ledo engano. Só parei quando acabei.

A história me encheu os olhos das diversas formas que se tem para enchê-los, pela beleza, pela temática e pela sensibilidade. Por uma coincidência, quando acabei de ler e olhei eram as tais das quatro e meia da tarde, estava sozinho em casa e num domingo (esse dia que é só ele), o primeiro depois que eu decidi sair de um emprego fixo para tentar fazer outras coisas da vida, coisas que me motivassem mais nesse momento. Acabei de ler com um sorriso no rosto e um suspiro de “é isso aí, vamos lá…”..

Obrigado por essa história, além estar incrível, apareceu no melhor momento possível, como acredito que tudo nessa vida.

Grande abraço!”

O André acabou com minha caminhada. Acabou de uma maneira muito positiva, mas eu não conseguia mais correr enquanto soluçava um choro de felicidade.
Me emocionei demais com isso.
Esse tipo de retorno dá um ânimo absurdo em relação a persistir no sonho, continuar correndo atrás do que acho que tô fazendo direito.
E vamos nós.

Agora para encher mais os olhos segue a arte que o Vini Santos fez para entrar na HQ.

vini

Captar, quase lá.


Em dezembro lançarei com o Thobias Daneluz nossa HQ “Captar”.
Será o nosso lançamento de 2014 para não passar em branco esse ano tão foda pras HQ’s brasileiras.

E essa é a capa!!
Logo mais, logo mais…Na Comic Con Experience!!

Capa_Captar_LOW_RGB

Treino.

Existem momentos em que realmente estou inspirado.
Momentos em que a vontade de tentar transformar tudo em poesia é muito grande e o prazer de buscar as palavras e os traços ideais faz valer muito a pena produzir quadrinhos.
Mas também existem os momentos onde nada disso acontece. Onde o exercício se torna uma necessidade e a inspiração é deixada de lado e é meio que regra ligar o “foda-se” para se desinibir totalmente…e mesmo assim é difícil se desprender das coisas.

Fiz essa pequeniníssíssíssíma história assim. Com intuito de treinar desenho, treinar perspectiva, arte-final, cores e tudo mais.
Por exemplo, nas cores eu usei uma paleta pronta do PS onde havia uma escala reduzida de cores e todas em tons pastéis. Não gostei muito não. Me senti meio limitado. Mas valeu o exercício.

Ao produzir os quadros, eu fui fazendo os ângulos que me davam na telha e não me preocupei muito com a narrativa.
Ao terminar tudo, resolvi escrever um texto para encaixar nos quadros.
Daí comecei em pensar em várias coisas legais para se dizer e até que tava saindo algo legal, mas se fizesse isso, sairia da minha proposta inicial que era o despreendimento.
Então saiu isso.

POBRE_MEDO

Captar na Comic Con Experience.

CAPTARPOSTERCCXPRGB

Lembra do meu próximo projeto “3 Pontos de fuga”? Pois é, ele teve que ser mudado. Mudou quase tudo.
Infelizmente meu grande amigo Rômulo não está mais no projeto. Acredito que em algum dia mais no futuro faremos algo juntos mas dessa vez não deu.
Uma pena.

Então ficamos apenas eu e o Thobias Daneluz. E estamos empenhadíssimos em fazer isso acontecer e funcionar.
O primeiro problema que encontramos foi o nome “3 Pontos de fuga”, não tinha mais sentido.
Daí surgiu esse novo nome com duplo sentido.
“Captar”

Eu e o Thobias somos dois jovens do interior que estão vivendo na “Capitar”…Sum Paulo…
E nossas histórias se passam em Sampa e falam sobre a cidade e nossa maneira de olhar pra ela.
O olhar que CAPTAMOS dessa imensa metrópole.

“Captar” terá seu lançamento na esperadíssima Comic Con Experience, que começa no dia 04 de dezembro e eu quero MUITO te encontrar por lá!!

capaBOBHARV

Essa ilustração eu fiz inspirada em uma capa da versão norte americana de American Splendor, uma das poucas parcerias que Robert Crumb fez na vida com Harvey Pekar. Sou apaixonado pelo trabalho dos dois e senti que tinha muito a ver com o que eu e o Thobias estamos fazendo.
Uma coisa rara, pois não sou muito de parcerias.
Cada um desenhou e escreveu sua própria história.

Nos vemos na Comic Con XP!