Cara de bosta.

Lembrando como eu era feliz quando criança por falar tanto aqui no blog da minha infância, encontro essa foto que mostra com tamanha expressividade a minha alegria…

Mike Allred é o criador dessa HQ, chama Madman, e é muitoooooo foda…
E também ele desenha muito…

Sketchbook.

Complexo de Épico.

Isso não se aplica apenas pros compositores…Mas pra todas as formas de expressão artística… Ou qualquer nome que resolverem dar para isso…

“Todo compositor brasileiro
é um complexado.

Por que então esta mania danada,
esta preocupação
de falar tão sério,
de parecer tão sério
de ser tão sério
de sorrir tão sério
de chorar tão sério
de brincar tão sério
de amar tão sério?

Ai, meu Deus do céu,
vai ser sério assim no inferno!

Por que então esta metáfora-coringa
chamada “válida”,
que não lhe sai da boca,
como se algum pesadelo
estivesse ameaçando
os nossos compassos
com cadeiras de roda, roda, roda, roda?

E por que então esta vontade
de parecer herói
ou professor universitário
(aquela tal classe
que, ou passa a aprender com os alunos
– quer dizer, com a rua –
ou não vai sobreviver)?

Porque a cobra
já começou
a comer a si mesma pela cauda,
sendo ao mesmo tempo
a fome e a comida.”

-Tom Zé.

Flapjack.

Eu disse que logo falaria de outro desenho do Cartoon tão bom quanto Hora de Aventura…Pois então, Flapjack…
O Matheus no Facebook também disse de Flapjack adivinhando o que eu ia fazer…

Vocês devem estar achando que eu quero que o Cartoon me contrate de tanto que tô falando e desenhando coisas deles…Até que não seria uma má ideia…hehehe

Tancler me disse que é do mesmo criador as duas séries…Então, é o cara que é foda mesmo…

Esse desenho é muito assustador, é underground e me lembra demais Robert Crumb…Não é pra crianças…

Com nexo.

Me assusta como as coisas desse mundo são inteiramente conectadas…
”Desse mundo”…Que mundo, né?
Do meu mundo… Por isso que devem ser ligadas, são todas conexões que minha mente consegue achar… O interessante é que essa minha mente fica buscando mais e mais conexões preu ficar cada vez mais espantado com a vida…

Estava eu no Studio esperando o Milton chegar ontem e resolvo pegar uma das milhares de histórias em quadrinhos que ele tem por lá… Pego Dylan Dog.

Esse é Dylan Dog desenhado por Mike Mignola.

Dylan Dog é uma HQ italiana mó famosinha por lá…e por aqui também… Não sei se é tão famosa por aqui, mas eu comecei a ler quando a Conrad lançou em 2002 se não me engano… Não entendi nada na época, era muito esquisita, muito sombria… Ou eu que na época não era esquisito o suficiente pra entender.

Enfim, não entendi mas me apaixonei. Amei as capas que o Mignola tinha feito, nem conhecia tanto o Mignola na época, também né…2002…

Bom, tô eu lá no Studio pensando em tudo menos no momento presente, tentando parar de pensar um segundinho preu tentar me concentrar e entender alguma coisa de que estou lendo dessa HQ de terror. Dylan Dog é o Detetive do Pesadelo… Investiga casos sobrenaturais e tal… Leitura bem gostosa sabe… Esses tempos falando com o Marco, Vini e Milton, o Marcão soltou que Dylan Dog e Hellblazer são muito parecidos… E precisou que ele falasse isso preu notar esse fato completamente óbvio…
Dylan Dog surgiu em 1986 e Hellblazer em 1988… Que coisa né.

Mas então, o que me espantou era que nessa luta que travava pra parar de pensar, um desses pensamentos que procurava evitar era a ideia de que para existir no mundo é preciso que alguém note você, e que se você não está perto das pessoas você simplesmente não existe. Já pensei nisso várias vezes, já fiz uma música falando disso e o Sean Lennon lançou um disco esse ano que tem uma música que fala da mesma coisa…

“ Like a tree that falls alone in the woods without a sound, I can’t be sure that I exist when you’re not around”

”Assim como um árvore que cai sozinha numa floresta sem som, eu não posso ter certeza que existo quando você não está por perto”

Isso se pá é uma teoria, de alguém…Com certeza é de alguém…

Claro que não fui eu que inventei isso, foram só coisas que pensei que não lembro de ter visto muita gente falando sobre isso pra mim ou se li isso em algum lugar mas de alguma maneira, alguma conexão me trouxe essa música do Sean Lennon no momento e na mesma hora dessa manhã chuvosa que paro de pensar tudo isso leio essa página:

E após algumas páginas chego nessa:

“Então entendi que era verdade: vivemos somente se alguém acredita em nós(…) não foi o mundo que desapareceu, mas sim, eu.”

E isso é muitooooooooo doido… Quantas conexõesssss caramba!!

E é tudo coisa da minha cabeça…

What time is it?

“Na minha época que passava desenho bão na tevê…Hojim dia cabô tudo, uns desenhos feio, sem graça, muito colorido…”

Ô mulecada véia antes do tempo… Eu sou uma dessas…Mas não tão saudosista assim… Acho que a gente tem que tá com a cabeça aberta pra querer, pelo menos um pouquinho, acreditar que tem muita gente fudida que ainda quer fazer projetos fudidos sem querer fazer uma coisa toda marketeira pra vender bonecos e sem conteúdo.

“Que horas são???” Hã Bidido?? hahaha

HORA DE AVENTURAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

Então galera saudosista e conservadora, tem esse desenho aí, Hora de Aventura que é novo e é demais!!!
Demais mesmo…é muito engraçado, é retardado e é atual… Putz… Nessas horas que eu vejo que o Cartoon é foda… Não tem como não rir de tanta coisa idiota que aparece nesse desenho…

Ah sei lá…deu vontade de falar disso… Logo vou falar de outro desenho do Cartoon que é muito massa…mas por enquanto veja os vídeos aí e me diz se você num ri ao menos um pouco…

“I like fine suits, smoke the best cigars…”

É foda você não desenhar alguma coisa achando que essa coisa é clichê demais…Não foda…triste…

Porque tem coisa que virou clichê por ser boa demais…
E às vezes você nem sabe o que é clichê…

Enfim, eu assisti Estranho Mundo de Jack quando era pequeno e naquela época tava poco me fudendo pro que era ou não clichê…e eu amava o filme… Ou seja, não fui na onda cult de Tim Burton…
Mas hoje é clichê….Ah…que merda, não entendo nada disso…

Não entendo, não entendo…
Entende?

Oogie Boogie, o Bicho Papão desse filme. Me dava um cagaço…Me dá um cagaço ainda…
Daí lembrei da música do AC/DC… Boogie Man…E Dr John…que toca vários Boogie Oogie…

É.

Fiquei acho que um mês e meio em crise…crise de desenho, ou era outra crise psicológica que desabrochou brochando o tesão de desenhar…
Parei. Não tinha vontade alguma de desenhar e o pouco que desenhava eu odiava.

Fiquei meio preocupado com isso. Pois nunca havia acontecido algo assim. Eu desanimava e ficava brochado por não conseguir desenhar do jeito que minha cabeça imaginava, mas nunca tinha me dado essa vontade de NÃO desenhar absolutamente nada. Foi trash.

Graças a essa,

essa

e essa pessoa

me estimulando pra caralho, assim como se faz com criança sabe? “ Nãooo, nãooo ó, tó o lápis, faz qualquer coisa…Desenha o Wolverine…”. Me empolguei de novo. Empolgar não sei se é a palavra, pois eu realmente não sei o que me aconteceu. Eu dormi pro desenho. E agora, acordei. E não quero NUNCA mais dormir.
Espero que não.

Esse é o Déds.

Esse é o Hulk…que eu não gosto..Ahh..não curto muito mesmo supers…
Mas eu tento desenhá-los mesmo assim… as histórias não me dão tanto tesão… mas o conceito e tudo mais eu acho bem legal…enfim…pra quê se explicar demais?? PORQUE?? Sempre se explicando pois,pois,pois,porque,porque,pois,porque….

Hulk não parece nome, parece um arroto que volta comida junto.
” Hulk!! ”

Putz! The Office…AHAHAHAHAHA…Só de pensar já dá vontade de rir…
É muito foda essa série…essa é a versão norte-americana… o original, que é britânico também é bemmmmm foda…
Esse é o Stanley…o cara mais rabugento da série…Porque eu sempre gosto dos mais rabugentos?? Porque eu vejo tanta graça neles??
Talvez eu me encontre nesses personagens… ou não.

E aqui, o maior gênio do humor do mundo…Até hoje…pra mim…talvez não pra você…mas pra mim, não tem pra ninguém… Groucho Marx.
Eu sinto que todo mundo quer copiar o Groucho… a mais fraca tentativa de cópia é o Jô Soares… Eu, pessoalmente não gosto do humor do Jô, pois acho que ele simplesmente traduz o que o Groucho fazia pro português duma maneira que perde muito do original…E ao invés dele se inspirar das coisas do Groucho e criar sozinho poderia ser uma saída melhor.Copiar assim na cara é foda. Talvez não seja tudo que ele faça, mas eu vejo isso e não gosto…Ahhhh merda, agora o Jô nunca irá me convidar pra ser entrevistado no programa dele…BOSTA!!

Sabe que eu pensava que seria comediante quando crescesse e uma das coisas que me faziam sofrer era imaginar-me sendo convidado pelo Jô Soares no programa dele e ter que chegar e fazer graça…Não quis mais ser humorista…

Post grande.

Ahhhh…quanto tempo…
Poizé.

Pra compensar, coloco aqui várias rabisqueiras que andei fazendo por esses tempos aí…

Bão, antes de mais nada quero falar desse meu amigo, Vinicius Santos . Puta que pariu!! O nêgo é muito bom… Pago muitooooo pau pra ele…Assim como o Marco, o Vini é um irmão também, irmão joaninha, pois é cria do Nakata Studio onde tamo tudo lá…

O Vini voltou de Portugal recentemente e já voltou trampando no Studio. Eu não era tão amigo dele, até porque ele tava indo pa Portugal quando eu tava começando a entender o que era a faculdade…Ele é meu veterano. Mas por ter ficado um ano em Portugal, agora que voltou, ele tá na minha turma por ter perdido esse ano. Melhor coisa que poderia acontecer, “tamo”e “samo” truta. Eu, ele, o Paulão…Que também precisa dum blog urgentíssimo.

O Vini tem esse blog aí, mas eu acho ele muito misturado, ele vai fazer outro aqui no WordPress de tanto que eu e Marcão enchemos o saco…Enfim, curtam os trampos do cara porque ele é BOM DEMAIS!

Pra mim, ele é o melhor desenhista da facul… E olha que eu sou chato e invejoso pra caralho hem!! O Vini eu admiro mesmo!

Abaixo um cabôcro:

Aqui é uma tentativa de desenhar o Lion dos Thundercats só que do meu jeito…Ah…

Não tem como pensar no Rock in Rio sem pensar no Queen, e como essa semana tava todo mundo falando desse Festival, eu não tive como não voltar no tempo…de novo…Ahhhh…

Eu e mais uma vez, meu grande amigo Daniel Tancler ficávamos que nem dois idiotas ouvindo pra caralho Queen…Os dois aprendendo a tocar violão (como éramos ruim, como era difícil) só pra tocar Spread your Wings do Queen e Back in Black do AC/DC… Caralho, que sossego que era hem Tanx…hehehe…

Nessa época, teve um dia que chorei ouvindo esse som:

E semana passada, se não me engano, me arrepiei e voltei a chorar com isso:

É bizzaro chorar com música, mas acontece às vezes comigo… Mas não é chorar como EMO, é chorar de ouvir a beleza da melodia…Ou não, ou é frescura, ou é fitinha, ou não é porra nenhuma, só sei que foi bom…

Siñor Barriga. Eu odiava o Seu Barriga. Hoje eu curto. Estranho, né? Nossa! Estranho demais! Interessante demais também! Esse blog vai bombar só para o mundo ficar sabendo que antes eu não gostava do Seu Barriga, mas hoje gosto… Ahhh que interessante…

Caralhoooo esse post tá grande…

Legal..Então, fiz o re-Design do Homem Fluido. Do desenho Os Impossíveis.
Antigão. Hanna-Barbera.
Quando eu chorei, gritei e convenci meus pais a colocarem Directv em casa…Deve fazer uns 15, 16 anos que isso aconteceu, a tevê vivia ligada no Cartoon.SÓ Cartoon. SEMPRE.

Teve umas promoções lá pra participar uma vez. Era Copa Toon, ou coisa assim, não lembro. Eu tava poco me fudendo pra Copa Toon, mas eu queria ver Os Impossíveis e não tava passando.
Nesse comercial do Copa Toon aparecia um endereço pra participar da promoção pra ganhar algum prêmio ou coisa assim.

Eu não sabia escrever rápido. Peguei uma fita VHS e gravei esse comercial. Mostrei pro meu pai o endereço e fiz ele escrever uma carta presse lugar pedindo pra passa o desenho dos Impossíveis, nem que fosse nos intervalos ou qualquer coisa assim…
Fiz um desenho dos Impossíveis pra mandar junto da carta.

Não sei o que aconteceu. Nunca me responderam. Mas nos intervalos dos desenhos começou a passar episódios curtos dos Impossíveis. Eu NÃO acreditava naquilo. Eles tinham me ouvido. COM CERTEZA. Nunca me responderam. Mas passaram. Sou eternamente grato ao Cartoon Network por ouvir essa criança gorda, vocês me fizeram mais feliz. Eu gravei todos os episódios que pude com o mesmo VHS que gravei o comercial.

Acho que escrevi duma forma muito confusa. Mas tudo bem, né?

Por fim, o Fin que o Marco desenhou e que eu gostei demais e pintei muito mal, muito tosco e que ele só não falou que achou um lixo por dó. Valeu mano.

Ufa…post grande mesmo.
Nem eu quero ler tudo isso.