árvore na cartola do noel.

Natal taí né.
Putz, ganhei tanto presente esse ano que não quero mais nada.

”Presente” não no sentido… é…como fala…é…material, isso!!Não nesse sentido, mas sim em coisas fodásticas de boas que aconteceram…

Fiz um desenho dum Noel meio escurecido…sempre que penso na minha infância natalina…ela era meio escura…era mais prum vermelho vinho do que praquele vermelho “tota tola”…

Falando em Noel, lembrei do Cartola. São todos da mesma época né…(você sacou que eu tava falando doutro Noel…que graça que eu sou, poizé)

Fiz uma árvore que voa…

Cartola e árvore usei aquarela…Pô, muito gostoso… amarra a boca e no começo é meio azedo.

Eita, quase queu esqueço de mostrar a capa que fiz do meu novo sketchbook pois não achei nenhum do meu gosto…
Nem esse fiz ficou do meu gosto… Acabaram meus moleskines…

Feliz Natal.

Anúncios

Quem te viu, quem TV(ou a crônica do hipócrita sincero).

3 coisas. Dois desenhos e uma crônica. Crônica? Sei lá o que é…Só deu vontade de escrever e saiu isso.

O primeiro desenho sou eu tentando copiar algo do Moebius e tentar pintar como ele… Resultado: fracasso!! Muito difícil, mas foi um bom exercício…

Segundo desenho é o Batman dando um rolê com o cachorro, mas diante de uma situação estranhíssima como essa você pára por um segundo e pensa: ” É o Batman mesmo?”. Fica a dúvida.


Acordo no meio da madrugada suando muito.Me levanto, desço as escadas, pego o velho
caderno de notas e começo a descrever meu sonho com um pedaço de lápis gasto.

Mentira. São onze e meia da noite e não estava dormindo nem desci escada
alguma, continuo suado, porém escrevendo frente ao notebook e não tenho lápis
nem caderno de anotações… Não estou escrevendo meu sonho porque eu nunca me
lembro do que sonhei…

“Escrevo porque sou bundão”, me recordo
dessa frase que li num livro de Marcelino Freire e então reflito sobre suas
notórias influências que por sinal, não tem nada a ver com essa frase…Penso
em Manuel Bandeira, penso em João Cabral de Melo Neto.

Mentira. O Marcelino disse essa frase, mas não em livro e sim no Provocações do
Abujamra que acabei de ver e lá também
eles falavam de João Cabral e Manuel Bandeira…Eu nunca li nada de Marcelino
Freire.

E então começo a pensar que eu perdi de ler muita coisa brasileira pelo fato de
ter mais contato com literatura inglesa e principalmente norte-americana como
Whitman e Kerouac, suas verdades nunca foram as mesmas que as minhas porém
havia aquela vontade de estar naquele mundo onde eles viveram.

Mentira das grandes. Eu deixei de ler coisa brasileira assim como deixei de ler
quase que qualquer literatura, pois não saía da frente da tela vendo tevê à
cabo…Aí está a cultura norte-americana que conheço.Não tenho nada de Whitman
e talvez só carregue algumas frases de Kerouac que ainda me lembro.

Vontade de escrever sem ter o conteúdo ou a temática funciona mais ou menos
assim, você pega seus 45 minutos que acabaram de passar e tenta transformá-los
em algo mais além de uma pausa na vida muda em frente à televisão.

Mentira.

Paulinho na Serra de Botucatu.

Ontem fui pra Botucatu ver o Paulinho Serra, Tatá Werneck, Rodrigo Capella e Felipe Ruggeri no La Salle, eles se apresentaram lá ontem…CACETA, foi engraçado demais…

Eu já esperava que seria bom pois vejo toda quinta o “pograma” deles…
Mas o mais legal de tudo é realmente ver os caras lá…Porra, Paulinho Serra é demais, queria muito ver ele pessoalmente…É estranho esse negócio que a gente tem de querer conhecer as pessoas que admiramos…Acho que é só pra gente ver que elas realmente existem…Como se eu não soubesse disso heheh…

Outra coisa muito boa foi ver eles fazerem humor com tudo e com todos.Senti uma liberdade muito grande no tipo de humor deles…Eles tavam pouco se fudendo pra moralismo e tal…Eles tavam se divertindo e divertindo quem os assistia…Foi bem gostoso…Descontraído ao máximo.

Bom, como o pessoal me deu algumas horas de riso, eu dou ao Paulinho Serra uma ilustração que fiz dele retribuindo as horas descontraídas que passei ontem…

A Tatá é engraçada demais, o Rodrigo também e esse Felipe, só a cara você já chora de rir…Ele é igualzinho ao pingüim do Madagascar hahahaha…

Poxa, o desenho nem ficou lá essas coisas…mas deu vontade de fazer e boa!!

Um curiosidade idiota e vergonhosa que aconteceu comigo que foram um dos segundos mais bestas que já tive pensando sozinho.
Quando os vi no palco pensei numa fração de segundo: “Porra eles têm que me ver aqui porque eles vão me conhecer, eu vejo eles sempre na tevê…” Daí, saquei que eu que via eles, não eles que me viam…Que descoberta incrível né??
Mas o bom disso é ver como eles conseguem parecer íntimos do espectador estando onde estiver…

No final fomos falar com eles, eu, meu irmão e a Larissa…Meu irmão deu dois cds com arquivos dos filmes caseiros nossos…hahaha que vergonha…

Eu gosto bastante dessa entrevista do Paulinho no Lobotomia com o fodástico Lobão:

E pra quem não lembra dos videos nossos, aí vai um:

Abraços!!

Terra Celta.

FODA!
DO CARALHO!
BÃO DEMAIS!

Essa banda…Terra Celta…Os caras são muito fudidos…
Curti demais…
E olha, o nome da minha banda é parecido com o deles…Ao menos o nome provisório da banda…Terra Roxa…Tomara que o resto da banda aprove o nome que dei…Mas o sentido dos nomes é outro…
Dei o nome Terra Roxa pensando na minha cidade…Onde a terra mais produtiva, fértil é a roxa…Que na verdade é vermelha…e tem toda aquela história italiana chata pra “caráleo”…

Bom fiz esse desenho na época em que eles vieram tocar na minha cidade…Esse é o Élcio.

Por favor, escutem o som deles…é bom demais…
Vídeos abaixo:

Um dos sons mais contagiantes que já ouvi!!

Vejam o site deles.
http://www.terracelta.com.br/

Abraços!!