Pedro Pedreiro.

Não sei se já coloquei essa página do meu caderno de esboços aqui.
É um ensaio de como eu faria uma capa de revista com minhas histórias.

Homens trabalhando. Assim diz a placa amarela que consigo ver da janela do meu prédio. Mas a placa não é nem um pouco necessária, pois esses homens que trabalham gritam mais do que trabalham.
Além de fazerem questão de dizer que estão trabalhando, colocam até uma placa avisando, ainda ficam gritando e buscando serem vistos. Isso é carência.
Esses pedreiros só podem estar se sentindo mal por não estarem tendo a devida atenção.
Eu acho viu.

Já faz um semana que eles estão aqui e passam o dia inteirinho gritando, não é possível alguém gritar tanto assim, não quero estar ao lado de um deles quando estiverem vendo um jogo da seleção.

Bem cedim começa a gritaria, e jogam entulhos numa caçamba, e vibram quando a caçamba tá cheia, e cantam para o Sol rachando e envelhecendo suas faces, poxa é tanta alegria no trabalho.Dá até gosto.
Na hora do almoço nem de boca cheia eles param : “Ô Pedrão, quer trocar o meu ‘largato’ pelo seu ‘franguempanado’?”Não trocou. O Pedrão gosta de frango. Depois do almoço pensa que eles descansam?”Truuucoo!!!” Esses caras são os melhores que já vi pra jogar truco. Eles deveriam ser nomeados os truqueiros oficiais. Eu não entendo como se joga truco, mas pelos gritos dá pra ver que é realmente emocionante…A vida deles é emocionante.

Mas eu acho que todo esse griteiro é na verdade uma carência de atenção, ou uma forma de distração gigantesca que esses caras tiveram a sacada inconscientemente de sobreviver a esse Sol que na sombra doura a pele e essa poeira sufocante que eles levantaram com tanta obra que fizeram.

Eu tive um sonho no qual eu tava dormindo, olha que coisa, isso é metalinguagem no sonho, e que os pedreiros começaram a baderna matinal.Eu fiquei tão puto com eles que abri a janela do quarto e dei um assovio tão alto, mas tão alto que no meio de umas colinas perto do mar eu acordei uma águia gigante azul clara e com o bico bem amarelo.Seus olhos abriram e ela gritou e saiu voando.Veio em direção ao assovio e ficou rodeando os pedreiros que permaneceram congelados,deslumbrados e enfeitiçados pela águia azul gigante…Nesse dia não houve mais trabalho, reinou o silêncio e a paz.Esse dia virou feriado na cidade pois fomos agraciados com a águia gigante que por sua beleza foi decretado o dia de olhar pro céu e apreciar a sua beleza.

Que sonho louco.
“Pulaaa,pulaaaa, HAHAHAHAHAHA!!!”
Acordei com o grito de um pedreiro falando pro seu colega que tava brincando de saltar do telhado.
Eu ri.

Anúncios

Um comentário sobre “Pedro Pedreiro.

  1. Adoro o jeito como a gente consegue “controlar” os sonhos, principalmente esses mais fortes como por exemplo quando estamos correndo um grande perigo OU quando algo extremamente irritante está rolando (como os pedreiros). O bom é que, logo no momento que a coisa muda de direção acontece como se começasse um “sonho parte 2”, com uma nova história e coisas ainda mais sem noção.
    Sonhos são foda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s