Crumb de cimento logado.

Poxa hem!Quanto tempo que não posto aqui…nem faz tanto assim vai….

Robert Crumb virá para o Brasil na FLIP…Festa Literária de Paraty…

Agora pare,pense, reflita…Robert Crumb, o mestre do underground do mundo…

o melhor, o primeiro…não sei se foi o primeiro…

Mas pra mim o Crumb foi o divisor de águas dos quadrinhos…Antes de todos…já fazia Graphic Novel antes mesmo de chamarem com esse nome…quadrinhos adultos e que largou mão de super heróis e todas essas coisas…

Tá, o cara é bem estranho e bizarro, têm umas loucuras bem trashes que choca…mas isso que é o lindo dele…

Eu sempre tive muita dificuldade em desenhar do jeito que “era” pra desenhar…nunca fazia certo, sempre tudo torto e estranho…isso me entristecia…d’eu não conseguir desenhar o Super Homem direito…parecia uma bosta….era uma bosta…

Isso quando eu era pequeno…
Daí então…conheci o Crumb.Porra!!Era isso!
Era do jeito que eu queria, da maneira que eu melhor chegava em um desenho…

Meu desenho não tinha nada a ver com o do Crumb,mas era bem mais parecido do que os supers da Marvel e DC e afins e zaz e zaz…

Crumb pra mim é a melhor coisa que já me aconteceu no meu desenho.

Ontem descendo pros laboratórios da faculdade, deparei-me com uns pedreiros fazendo uma construção nova lá pra baixo…
E bem quando estou passando um deles grita: “Ou!!!Olha aí o Corcunda do Monte Dâime!!”

Eu logo indireito as costas achando que era pra mim,mas não era, era prum outro pedreiro que tava lá cansadão todo corcunda…

Mas o melhor foi o pedreiro sair de Corcunda de Notre Dame para Corcunda do Monte Dâime…
hahahahahah

engraçado.

Por fim, meu novo poema.

Beijabraços.

“Corsinho”

Lá no coreto,onde fica a filarmônica tocando todo domingo…Logo abaixo,na mesma praça….a praça do coreto.É tudo uma coisa só.

Bem, meu desenho precisar melhorar…e muito na verdade…e espero que isso ocorra logo.Não posso ficar só esperando que ocorra mas sim fazer ocorrer, por isso tou desenhando mais e mais a cada segundo segunda-segunda sem parar…

vamo tentando.

Hoje tava lembrando do cursinho…me veio um estalo hoje do que é uma aula de cursinho…uma aula boa….

É um blues…e o professor fica lá fazendo a base sem se preocupar, até que um aluno o excita com uma pergunta e o professor dá um bend e começa a solar como nunca, e quanto mais os alunos perguntam mais ele apavora!!

E então no fim da aula,só não batem palmas pois estão todos vidrados na habilidade do professor e simplismente permanecem naquele silêncio de fim de música…

o cursinho que eu fiz era lindo.

Janela indiscreta.

Mais uma página do caderno de rabisqueira.

Ufa ufa…Acabei(eu acho) as tirinhas que tinha que fazer pra mandar pro concurso da Folha para novos ilustradores.
Quero muito ganhar, assim como todos que estão participando.rs

Mas então, espero que role isso da Folha aí…se bem que tem muita gente boa ae…Ah…desanima.

Fazer o quê né.

Acabei de ver Janela Secreta,nunca tinha visto.Muito foda.Tive uma ideia pruma história depois de ver o filme…Não tem nada a ver com o filme.
Acabei de escrevê-la.Provavelmente será minha próxima HQ de algumas páginas…Acho que rende 2.Vamos recomeçar devagar depois desses dias de tirinha.

Nessa página do caderno, fiz eu.Uma cantora de jazz cantando essa música fodíssima.E um cara que se julga perfeito na frente dos outros e quando fica sozinho ele faz o que todo mundo faz.

E uma cabeça dum velho voando “lem” cima da “foia”.

Beijabracíssimos.

Nem tudo é o que parece.

Mais uma página do meu caderninho novo de esboços e afins.

Essa semana sem aula me fez ver que quando não tenho que fazer as tarefas obrigatórias como as coisas relacionadas a faculdade, Laboratórios e tal,eu faço muito mais o que eu mais amo…quadrinhos.

Oxê fiz 3 tirinhas em dois dias…Pô, é coisa hem.

A uns dias atrás estava eu aqui na madrugada fazendo uma tirinha em frente ao computador, junto da Lucy deitada no meu pé até que sinto minha vista oscilar luminosidade…

E de repente a coisa fica mais intensa ainda…brilhos fortes que apagam e voltam…param.Voltam.

Me angustio com isso,paro tudo,abandono o PC e as tintas e vou dormir amargurado, nervoso, ansioso, com o corpo frio e com sensações ruins.
Fico apavorado achando que minha vista ta com problema ou que tô com um alguma coisa sei lá…Porra,minha vista ta piscando sem eu fechar os olhos!!

No dia seguinte acordo, pego minha xícara de café e vou pro computador e pra tirinha, quando acendo a luz, TSK!!

A lâmpada faz um brilhão e acaba de queimar…

Pois pra só curtir saudades.

São Manuel…vou falar mais uma vez dessa terra.
Quando pensa-se em artes em São Manuel,no campo musical, já vem na ponta da língua Tonico e Tinoco…Na minha não.

Houve a uns anos atrás (há mais de 20, pois eu ainda nem tinha nascido) um artista fenomenal,sem brincadeira agora…

Ele era conhecido como Amito.

Um compositor violonista apaixonado por São Manuel e que tocava samba.

Sambinha antigo,sambinha gostoso, sambinha Noel Rosa, sambinha Paulo Vanzolini.

Ele era amigo do meu pai e da minha mãe e sempre mostrava suas novas composições pra eles e também para todos que estivessem interessados em ouvir suas singelas letras caminhando de mãos dadas com suas singelas melodias…

Não conheço muito a respeito do Amito, mas estou com muita vontade de descobrir mais sobre esse cara…Eu já conhecia sua “fama” a bastante tempo mas nunca me aprofundei muito na sua vida.
Depois que souber mais eu digo aqui.

Meus pais me disseram um pouco como era sua fisionomia e coisa assim e à partir disso tentei fazer um desenho dele…mas na verdade,não sei mesmo se ele se parecia com esse rabisco.

Ele morreu a muitos anos.
Hoje ele estaria na faixa dos 60.

As músicas que ele fazia sobre São Manuel são especialmente belas,(ao menos para o são manuelense que escuta) a identificação(que ao menos eu tive)é imediata.

Tem uma que se chama “Hino do São Manuelense Ausente” e que eu me identifiquei bastante,principalmente na época em que fui morar em São Paulo.

Ouvindo essa música numa fita cassete empoeirada e antiga no qual ele gravava suas composições,escrevi a letra.

Hino do São Manuelense ausente – Amito

Mas que saudade
São Manuel do paraíso
Eu não quis, mas foi preciso
Me ausentar do teu achego
Me afastar do seu sossego.
Desfazer-me do seu Sol

Eu não queria
Mas a vida assim pedia
Mais estudo, mais trabalho
E pra ter prosperidade
Eu troquei sua claridade
Por um chão que não é meu

E aqui voltando
São Manuel minha cidade
Vir curtir sua claridade
No silêncio da sua paz

E ainda espero
Minha terra bem amada
Vê-la toda engalanada
Numa festa sem igual

Com mais progresso
Muita mais atividade
Pois pra só curtir saudades
Eu procuro outro local
——————————

Pois é, essa cidade tá cheia de artista e gente com vontade de fazer mais.
Vamos fazer.

SketchBook.

Comprei hoje um caderno pra rascunhos e essa é a primeira página:

Tinha pensado em tanta coisa bacana pra falar aqui…e agora não lembro de nenhuma…

Pô que triste…

Daqui a pouco eu lembro.
Então esse desenho de baixo é a Lucynada com a cara de louca que sempre está.

Fiquei imaginando como deve ser a carteira de motorista de gente como…sei lá…Lula,Mao Tsé Tung…curioso né.
Provavelmente é igual a de todo mundo…ou melhor,é igual a de todo mundo,mas a foto deve ser engraçada.

Eu saí com o pescoço torto na minha.

Esse é o Harvey Pekar e não sei se já falei dele no blog alguma vez.Putz gosto muito dele,me identifico muito com o dito cujo.

Ele se transformou em um dos maiores nomes do quadrinho underground.
Tem um filme muiiiitoo bom que fizeram sobre ele,chama ” Anti-herói americano” …Vejam.

Coloquei o desenho passo-a-passo de como fui finalizando com nanquim e pincel.

Na verdade,as graphic novels devem todo o respeito que tem por causa dos quadrinhos underground da década de 70.

Pois foram estes quadrinhos que começaram a inserir conteúdo adulto,com temas adultos e mais mundanos do que super heróis e tal…

Quando digo conteúdo adulto não é putaria não viu.

Pois é…não lembrei.

Rua sem saída.

Fui pra São Paulo nesse fim de semana.

Foi interessante ter voltado pra lá, depois de dois anos que se passaram da última vez que havia dormido no solo poluído de Sampa.

Eu gosto de São Paulo.Não gosto das coisas que ninguém gosta de lá, que é a pobreza e a miséria,a poluição,as dOrgas e as pessoas grossas que podem ser encontradas.

Mas lá tem muita gente boa e inteligente e diferente e zaz e zaz…

Fui na medicina da USP,caceta,muito chique.Foi bom.

Bem, passando por umas das ruas de Alto de Pinheiros eu acho, encontro uma rua muito na cagada que me assusta.

Rua São Manuel!!
hahaha…

“São Manuel,Rua Sem Saída” tava escrito.hahaha

mais engraçado ainda.

Realmente São Manuel é como uma rua sem saída, não tem para onde ir depois de um ponto.

Tava indo pro instituo Tomi Ohtake ver umas exposições bem legais que estavam tendo lá.

E después fumo rumo à Andy Warhol Mr. America.Bonzinho tumém.

Mas o melhor foi procurar Hotéis as 5 da tarde pela São João.Tenebroso os hotéis antigaços com gente empoeirada dentro.

Nossa, deu um mêdin mais ou menos.Rs.

De volta a Rua Sem Saída.

Esquecer das horas.

Primeiro desenho de hoje é da Marly cigarros Cia Souza Cruz ou algo assim…

é baseado em um dos quadros que estão aqui em casa, baseado,cigarro…

Esse eu quero pintar pois acho que fica bonitão cumas cores vintage.Aguarde.

Hoje no restaurante taiwanês vegetariano onde estava almoçando,reparei num senhor que chegou pra almoçar, de repente ele tira o relógio para fazer seu prato…achei muito estranho, quem que tira o relógio pra fazer um prato de comida??Não vi muito sentido.

Depois ele senta na mesa…tira os óculos para comer, estranho mas nem tanto, ele podia estar com os óculos para ver de longe e já que ia comer…cê entendeu.

Daí no meio da comilança ele tira o casaco, mais um tempinho depois ele desabotoa dois botões da camisa.

Levanto e vou embora.

O cara estava fazendo um striptease taiwanês vegetariano,como se estivesse excitando a comida assim como a comida o excitava…

Ai quanta “bobêra”

Esse aí em cima é uma figura de São Manuel,um amigo, o Furno.

Não pensei em desenhá-lo enquanto tava fazendo mas quando acabei achei que tinha ficado meio com a cara dele…rs

E por fim,o folgado do Renan deitado no meu sofá assistindo notícias sobre o parmêra na tv…

Falta de respeito…na minha tv….

PS: todos esses desenhos são simples e feitos à lápis pois estou scaneando esboços do meu caderninho de esboços.Nome legal né?Apropriado.

tinha escrito um post inteiro e cliquei em voltar sem querer.

pois é…é isso que está no título…me desanimou pois tô correndíssimo aquê arrrrrumando minhas coisas e eu faço uma cagada dessa.

bom resumindo tudo o que foi apagado: não desenhei nada infelizmente e isso é triste,vi Ghost World que é um filme muito bom baseado numa hq underground norte americana do Daniel Clowes.Li Ghost World depois e curti demais.Muito bom.Pelo que li Daniel Clowes é o novo Crumb.Não sei se é,mas ele é muito bom.O traço é diferente do Crumb.Há semelhanças mas o dele é mais limpo.

Parece aqueles desenhos antigos da Hanna Barbera…Jonny Quest…sem H.

Ah…que pena que perdi tudo o que tinha escrito…

Hey,essa é uma boa desculpa quando se está com preguiça de escrever algo em blog,dizer que deu pau em tudo e apagou.

Será q foi isso que houve?

SexShop.

Passei em frente ao um sex shop ontem.E ri quando vi o que estava escrito.

“Sex Shop- Onde sua fantasia não tem limites”

Eu entendi que quis dizer de fantasia sexual que todo mundo tem e tal.Mas imaginei um cara indo no Sex Shop pra comprar uma fantasia pruma festa ou coisa assim.Ou pruma loucura particular…

Fantasia?deixa eu pensar…roupa da princesa Leia do Star Wars…Não eu vestindooooo né!!
hahahaha…

Tenho uma do Alex do L.Mecânica.

Bom,depois do sucesso do Flash Stock, vêm pro Brasil em outubro o WoodStock…nem eu tô acreditando nisso…7,8,9 outubro…

3 Days of Peace and Love…

Só uma coisa me assustou…querem trazer Linkin Park…poizé mané.

Qual a solução??

Aquosa.Com bastante baba.